Dicas

Pequenos reparos grandes soluções

plug-free-img.png

Tenha segurança no seu patrimônio?

Ao contratar curiosos, você está colocando em risco seu patrimônio e o pior, seu bem maior que é sua família, será que vale a pena correr esse risco.

Certifique se que ele conhece mesmo o serviço que vai ser executado. Faça lhe algumas perguntas veja se ele realmente entende do assunto.

Uma das opções mais seguras de proteger a nossa instalação, interferindo na eletricidade, é o aterramento elétrico. E como a própria palavra sugere, tem tudo a ver com a terra mesmo. Aterrar um aparelho ou equipamento significa que um dos fios do seu cabo de ligação – o fio terra – está conectado com a terra. É basicamente como uma rota de fuga para uma possível descarga elétrica ou fuga de energia.

O circuito elétrico de qualquer instalação tem como objetivo transportar eletricidade. No entanto, em casos de um isolamento mal feito, fios e cabos descascados e sobrecarga elétrica, por exemplo, essa eletricidade pode se acumular, sobrecarregando a instalação e os equipamentos. E para evitar que os equipamentos estraguem e as pessoas levem choque, o fio terra elimina esse excesso de energia, através do aterramento.

Assim, o aterramento elétrico tem algumas funções bem importantes:

  • Proteger as pessoas contra os choques, uma vez que ele absorve a corrente elétrica acumulada dos aparelhos e direciona para a terra;
  • Proteger os equipamentos contra possíveis picos de energia e sobrecargas;
  • Proteger as pessoas e aparelhos também de descargas atmosféricas (raios);
  • Ajudar no bom funcionamento de outros dispositivos de segurança, como fusíveis e disjuntores, uma vez que a corrente é desviada para a terra.
De acordo com o item 5.1.3.2.2 da norma NBR 5410, o dispositivo DR é obrigatório desde 1997 nos seguintes casos:
1. Em circuitos que sirvam a pontos de utilização situados em locais que contenham chuveiro ou banheira.
2. Em circuitos que alimentam tomadas situadas em áreas externas à edificação.
3. Em circuitos que alimentam tomadas situadas em áreas internas que possam vir a alimentar equipamentos na área externa.
4. Em circuitos que sirvam a pontos de utilização situados em cozinhas, copas, lavanderias, áreas de serviço, garagens e demais dependências internas normalmente molhadas ou sujeitas a lavagens.

O DPS é um dispositivo de proteção contra surtos elétricos, que é essencial para proteger os equipamentos elétricos e eletrônicos, evitando com que eles queimem. Pense bem uma TV de 60 polegadas é muito mais valiosa do que um DPS. Proteja todos seus equipamentos contra surto elétrico.

Vale a pena pagar para um curioso fazer um serviço que um profissional cobraria R$ 300,00 e o curioso cobraria R$ 50,00. Pense bem o barato pode sair muito mais caro. Tenha sempre em mente a segurança do seu patrimônio e da sua família está na mão do profissional que você contratar.

Chat Online
1
Como podemos te ajudar?
Olá, como podemos te ajudar hoje?